terça-feira, janeiro 27, 2015

...Ferias...

Estive de ferias após o final do ano e fiquei uns dias no Espirito Santo curtindo uma de Local em Vila Velha. Pra quem não conhece, Vila velha hoje é como uma Ipanema recém construída, com sua orla de arranha-céus residenciais e suas  entradas monumentais de 15 metros de altura. O endereço: Avenida Gil Veloso, carros de luxo circulam a vontade, Lojas, hotéis, restaurantes, tudo de frente para um mar fabuloso. na primeira rua paralela a orla a Avenida Hugo Musso(agora estamos no Leblon), mais restaurantes, salões de beleza, confeitarias, casas de vinho, temáticos, qualquer coisa semelhantes com as rotas famosas do Rio de janeiro não são mera coincidencia. frequento Vila velha a anos e vi tudo isso se transformar. A cidade possui até mesmo 3 ENORMES shoppings centers com o que há de mais presente em qualquer metrópole do mundo. 
Comer em vila velha é um prato cheio de opções para todos os gostos e bolsos. Nesta minha ultima visita, reafirmei meus votos no tradicional Costa Brasil com seu churrasco Premium muito bem servido, mas a minha surpresa foi no fastfood.
Vila Velha tem uma tradição de grandes lanchonetes de praia de TUDÃO(pão, 2 carnes, bacon, ovo, queijo, presunto, tomate, cebola, alface, ervilha, milho, frango desfiado, ketchup, mostarda, maionese, uffa), sabe aquele sanduba de rua do trailer, pois é, la muitas casas abriram e duas sobreviveram por anos a expansão imobiliária feroz que acontece em toda a cidade. O Dionísio e o Minuano, com um mesmo formato ate parecem filiais. Nessa existência despertou-se um apreço aos Burgers na região que ganhou recentemente uma casa temática na Hugo Musso chamada Rock Burger, dispensando apresentações seu visual reflete ao nome sem perdas.
Em sua carta de sandubas, excelentes opções de burgers nobres como de casas australianas famosas por aqui. A qualidade do sanduíche é razoável, mas a espera é grande!!!.
Muito mais modesto e com uma proposta magnifica vem a minha descoberta que valeu pelas ferias no local: o The House, uma minima casa com 4 mesinhas mas um hambúrguer de Verdade, para apreciadores experientes, sustenta um hambúrguer padrão norte americano, saboroso, com pão e recheios perfeitos.

A justificativa da pequena casa, seu forte por delivery, imagino que se mantendo o sucesso com padrão de qualidade que expandam em breve para um endereço mais nobre em uma casa maior. 
Uma coisa que não posso de comentar é que o capixaba também curte a muitos anos sorvetes e possui citações memoráveis como o picolé safado Ajellso de todos os sabores na praia, ou a Honrosa gellateria Premiatta na orla, ou ainda as inconfundíveis casas de sorvete a Quilo Fioretto e 40 Sabores, onde se toma um sorvete saboroso e a baixo custo.

...Continuidade...

Lembram quando escrevi que surgiram novos bares na região do Meier, que faria parte de um movimento em busca de novos bares devido ao fenômeno Lei Seca? Pois é, muitos bares novos surgiram, com novidades bem interessantes, Bares famosos, novos bares com boas propostas, uma gama de experiências a viver entre os novos endereços do bairro. No entanto, terminei meu texto com a duvida que estes sobreviveriam aos 6 meses iniciais. Sobreviver num mercado bem concorrido exige um bom jogo de cintura. Bares antigos e consagrados permaneceram em plenitude como o Manoel e Joaquim (o mais antigo deles, do engenho de dentro)que adaptou seu cardápio as novas concorrencias, como por exemplo a mudança da porção de pasteizinhos por pasteis individuais, refletiu no preço, mas a qualidade se manteve  e houve quem disse que ficaram melhores que antes. Já os novatos, vale ressaltar a permanecia sem duvida do Espeto carioca com excelentes pratos de espetinhos(nem tão "inhos" assim), garçons rápidos e prestativos, sem contar com um chopp estupidamente gelado até mesmo pra quem senta ao lado da churrasqueira deles , onde fica quente pra burro!!!  
O Vizinhando foi uma promessa, com boa proposta, acessível e bem localizado, resistiu bravamente até dezembro. Confesso que se tornou minha opção de refeições pertinho de casa, ou mesmo aquele choppinho refrescante e rápido. Acontece, que na ultima visita minha perto deste feriado de 20 de janeiro, estive la, e me decepcionei com o padrão dos espetos servidos. O Padrão havia caído, fotografias não correspondem mais a realidade. Dois casos críticos: Espetinho de coração( "inho" mesmo, ao ponto de ser servido naqueles palitinhos de espetinho de rodizio japonês e coraçõezinhos do tamanho de uma ponta de dedinho mindinho. Outro caso foi o Salsichão(que de "ão" não tinha nada) que me foi servido ao lado do display de divulgação de produtos que me mostrava um suculento e saboroso salsichão que nem de longe serrando os olhos se parecia com o que foi servido. Indaguei o garçom a respeito da diferença dos produtos e este riu e disse que estava um pouco diferente mas sem poucas explicações.Experiência lamentável, nem deu pra ficar feliz com o chopp heineken que esta disponível agora...
falamos agora de um famoso que não poderia deixar a peteca cair(mas DEIXOU) foi o difícil Bar do Adão, com sua varanda concorridissima, tinha tudo pra se manter como sucesso absoluto, mas pelo jeito esta sofrendo os males de altas taxas de juros em financiamentos com fornecedores. Pelo que percebi esse sucesso permanece(só para o dono), mas deve se fazer criticas, casa cheia so permanece se o padrão se mantem. Ao menos que os clientes do Meier não tenham paladar, o que não acredito, foi notado que estão embutindo produtos inferiores nos recheios dos famosos pasteizinhos nesta filial. Uma estrategia ruim que desafia os clientes, e pra que isso? casa cheia de segunda a segunda, não há necessidade. Sabe aquele pastel de doce de leite, que inicialmente era feito com Leite moça cozido em panela de pressão(igual aquele que nossa mãe fazia pra rechear bolos)pois é um sabor único que foi deixado de lado em troca de lucro e substituído por um de péssima qualidade. Outros índices de negligência que definitivamente desafiam o paladar como a substituição da muzzarella de bufala de alguns pasteis por muzzarella comum, queijos Brie totalmente passados, desqualificação de pasteis de queijo abarrotando-os de Gorgonzola barato, até o catupiri dançou. Mas a minha surpresa, onde eles jamais poderiam se arriscar mas arriscaram foi o pastel de camarão. Eles possuem duas qualidades de pastel, o de camarão e o de super camarão, me lembro da filial do Grajau e parecia desafio a física caberem tantos camarões em uma única massinha de pastel, o sem ser super também não perdia por nada, apenas tinha um delicioso creme de camarão a perfeição. O que temos hoje 4 camarões e algo semelhante a molho de queijo industrializado de péssimo paladar, muito longe do sabor autentico que já existiu nesta mesma casa ao abrir suas portas. Por incrível que pareça, o único pastel que comi nesta noite fatidica que poderia receber o selo de Pastel do Adão foi um singelo pastel de queijo minas que se manteve dentro dos padroes da casa, resta saber ate quando...